Estudantes de Araçatuba produzem game de restauração florestal


22 de outubro de 2022

O grupo Susteinable Techfuture, formado por cinco estudantes do 7º ano do Ensino Fundamental de uma escola de Araçatuba (SP), produziu um game sobre restauração florestal para concorrer à primeira edição da Restaura Natureza – Olimpíada de Restauração de Ecossistemas, da WWF-Brasil, realizado pela associação Quero na Escola. “Já tínhamos experiência com robótica, então resolvemos fazer um game que tivesse como objetivo plantar árvores, no estilo do Mario Bros”, explica Cauê Bertaglia Cecato, de 13 anos, um dos integrantes. “Somos crianças e não somos especialistas, mas conseguimos produzir um jogo. Achei incrível.”

Grupo Susteinable Techfuture escolheu produzir uma game na segunda fase da olimpíada da restauração. Foto: arquivo pessoal

A princípio, o grupo pensou em fazer um plantio de árvores na propriedade rural de um dos integrantes na segunda fase da olimpíada, mas mudou de ideia. “Achamos que o game ia se destacar na multidão e ajudar a mudar a cabeça de muitas pessoas, que prestariam mais atenção ao tema restauração”, justifica Cauê, que trabalhou junto com Arthur Francisco da Mata Takahashi, de 12 anos, Luiza Sayuri Klein Itikawa, de 12 anos, Marina Carvalho Melo Miranda, de 12 anos e Miguel Silverio Fuzetti, de 12 anos, todos alunos do Colégio Nossa Senhora Aparecida, orientados pela professora Bruna Memari Trava. “Quando li sobre a Olimpíada Restaura Natureza fiquei muito empolgada”, recorda-se Bruna.

Embora todos os integrantes tenham conhecido as diversas etapas dos projetos, cada estudante se dedicou mais a uma tarefa: Cauê e Arthur se focaram na programação do game, Luiza e Marina, ao design e Miguel à produção da apresentação.

Depois de pesquisarem sobre as árvores nativas da Mata Atlântica e a degradação do bioma e terminarem de produzir o jogo Restaura Quest, eles prepararam uma apresentação para todas as turmas de 6º ao 9º ano da escola. Promoveram debates sobre o tema nas turmas e convidaram outros estudantes a experimentarem o game Restaura Quest. “O game chamou a atenção dos alunos, que quiseram jogar”, diz Arthur. Com a força dos outros estudantes da escola e das famílias, o grupo ficou em quarto lugar na categoria Voto Popular da Restaura Natureza 2022, entre mais de 200 grupos participantes. 

“Eles são apaixonados por tecnologia e aprenderam brincando. O tema era novo para eles, mas eles aceitaram o desafio mesmo assim”, afirma a professora Bruna. Ela conta que os alunos repetiram o quiz diversas vezes com o propósito de melhorar a pontuação. Terminada a primeira fase, ela mostrou o gabarito das respostas para que eles verificassem os erros e acertos para consolidar o conhecimento. Bruna já planeja a participação na 2ª Restaura Natureza, que será realizada em 2023. “Quem sabe a gente consiga dar sequência ao game.” Ela percebe que a olimpíada disseminou o tema restauração de ecossistemas na comunidade. “Depois disso, a diretoria da escola começou a pensar em restaurar uma área na frente da escola”, exemplifica.

A estudante Marina conta que sempre gostou da natureza, mas precisou se aprofundar no tema para responder às perguntas do quiz, na primeira fase da olimpíada. “Foi legal aprender mais. Eu pedi ajuda para os meus pais, que me ajudaram a responder o quiz”, diz. Cauê afirma que passou a ver a Mata Atlântica de outra forma. “Eu sabia que esse bioma havia sido desmatado, mas não tanto! Descobri, assim, a importância de uma área protegida que fica ao lado da minha propriedade.”

Cinthia Rodrigues, cofundadora da Quero na Escola, associação sem fins lucrativos voltada à educação, realizadora da Restaura Natureza, comenta que a produção de games estava prevista na idealização da olimpíada. “A Restaura Natureza foi concebida de forma a abrir espaço para projetos de estilos diferentes. Valem tanto as iniciativas que colocam a mão na terra quando o desenvolvimento de jogos. O importante é que sejam projetos gostosos de fazer e tragam aprendizado aos estudantes”, diz.

Grupo Curupira 

A professora Bruna também foi responsável por outro projeto de um estudante da escola, realizado por Nicolas Pineze Barbara. Ele organizou uma ação de apoio a uma ONG na segunda fase da Restaura Natureza 2022: convocou 15 amigos e familiares para realizar uma ação de reflorestamento em comemoração ao Dia da Terra. No dia 23 de abril, junto  à ONG Clube da Árvore de Araçatuba (SP), o grupo plantou 20 mudas de árvores nativas à margem de um córrego. Segundo o estudante, a mata ciliar estava degradada e por isso o córrego sofreu assoreamento. Saiba mais sobre a ação do grupo Curupira: https://restauranatureza.org.br/materiais/natureza-bela/

Nicolas Pineza Barbara convocou amigos e familiares para mutirão de plantio de árvores. Foto: arquivo pessoal

Saiba mais sobre o grupo Susteinable Techfuture:

Projeto: Game “Restaura Quest”

Integrantes: 

  • Arthur Francisco da Mata Takahashi 
  • Cauê Bertaglia Cecato
  • Luiza Sayuri Klein Itikawa
  • Marina Carvalho Melo Miranda
  • Miguel Silverio Fuzetti
  • Professora: Bruna Memari Trava

Jogue o game “Restaura Quest”: https://www.construct.net/en/free-online-games/restaura-quest-38391/play

Utilizamos cookies e outras tecnologias para lhe oferecer uma experiência de navegação melhor, analisar o tráfego do site e personalizar o conteúdo, de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.