Projetos

cravo

Escola de Educação Básica Lauro Ribeiro e EMEB Assis Brasil
Jaguarão e Pedras Altas - RS

MARCO ANTONIO SIQUEIRA BARCELOS

  • Thomas David Machado de Souza
  • Cristiano Jesus da Rocha
  • João Gabriel Martins Corrêa
  • Kawã Medeiros souza
  • Kaua Ferreira de Oliveira Paiva

Grupo Cravo – Traz a proposta de fontes alternativas para tratar o tema Escassez Hídrica.

O nosso grupo preocupa-se com a escassez da água que, visivelmente vêm sendo acentuada nos últimos anos, sabemos que daqui a alguns anos podemos não ter mais água, nem para beber, nem para dar ao animais que sustentam muitas de nossas famílias. Além disso, moramos em localidades onde a agricultura e as plantações de soja e arroz são nossa maior fonte de renda e, sem as fontes alternativas de reservatórios de água, seria muito difícil obter uma boa safra.
Quando falamos em fontes alternativas, mostradas nas fotos anexas ao trabalho e no vídeo, falamos em açudes, barragens, cacimbas e assemelhados. Junto com estas construções artificiais, destacamos a preservação das fontes naturais, como arroios, sangas, represas, cachoeiras de queda natural.
Nesse verão, passamos por uma escassez de chuvas muito grande e, se não fosse as fontes alternativas que mostramos, ficaria bem difícil a colheita, já que observamos que pessoas que tinham poucas fontes como as que mostramos, obtiveram e ainda estão obtendo uma colheita menos numerosa.
Moramos na Granja Bretanhas e arredores e estudamos na Escola de Educação Básica Lauro Ribeiro, aqui aprendemos o quanto é importante preservar a natureza e as suas belezas naturais, mas, também sabemos, que sem a irrigação agrícola, proporcionada pelas fontes alternativas (barragens, açudes, etc.), ficaria muito difícil manter uma safra boa e o número de funcionários que trabalham nessas lavouras seria reduzido, aumentando o desemprego e a instabilidade financeira de nossas famílias.
Enfim, agradecemos a oportunidade de poder mostrar um pouco das nossas vidas, dos trabalhos de nossos pais e amigos, com a ajuda da tecnologia, claro, que aumentou significativamente a produção, porém a ação humana ainda é fundamental para um trabalho contínuo e promissor.

Utilizamos cookies e outras tecnologias para lhe oferecer uma experiência de navegação melhor, analisar o tráfego do site e personalizar o conteúdo, de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.