Projetos

Guapuruvu

CED Gisno
Brasília - DF

Glauciete Sarmento Maciel

  • Pedro Gaioso Correia
  • yan costa nunes
  • Breno Lúcio Brandão Corado
  • vicktor de freitas
  • Maria Helena Mosca Chaves

Quebra de Dormência e Produção de Mudas

A dormência é um mecanismo de sobrevivência das espécies para determinadas condições climáticas. A maioria das sementes germina quando colocada em condições ambientais favoráveis. Quando isso não ocorre as sementes são consideradas dormentes. Conhecer as causas da incapacidade germinativa em cada espécie é fundamental para se encontrar meios de superá-la. A literatura científica aponta como principais causas de dormência a impermeabilidade do tegumento das sementes, embrião dormente e presença de inibidores.

Guapuruvu (Schizolobium parahyba) – É uma espécie nativa da mata atlântica, de rápido crescimento e com muita exigência quanto à luz. As sementes de guapuruvu apresentam dormência devido à impermeabilidade do tegumento à água. Para muitos pesquisadores, a estrutura responsável pela impermeabilidade do tegumento à água é a camada de células em paliçadas, cujas paredes celulares são espessas e recobertas externamente por uma camada cuticular cerosa. Nesse caso, a ruptura do tegumento é imediatamente seguida de embebição e início do processo germinativo. Para romper esse tipo de dormência é comum fazer escarificações mecânicas nas sementes para criar estrias no tegumento e usar solventes como acetona, álcool e água quente para dissolver a camada cuticular cerosa, possibilitando assim a absorção da água. Neste trabalho o método usado para superar a impermeabilidade do tegumento da guapuruvu foram a escarificação com lixa ou a imersão em água fervente por dez minutos. A mesma técnica foi usada com o flamboyant.

Ipês (tabebuias)- Para os diversos tipos de ipês, o método para quebra foi de imersão das sementes em entre duas folhas de papel toalha, previamente umedecidas, e armazenadas em vasilhas plásticas com tampa . Após a germinação, as mudas foram transferidas para vasos com terra adubada até alcançarem tamanho suficiente para serem plantadas em locais definitivos. Cada aluno recebeu 5 exemplares.

Utilizamos cookies e outras tecnologias para lhe oferecer uma experiência de navegação melhor, analisar o tráfego do site e personalizar o conteúdo, de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.