Projetos

Sauins Protetores

ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA TEREZA CORDOVIL GUIMARÃES
Manaus - AM

CHRISTINNE MATOS MARCOS

  • DAFNE KELEN MONTEIRO DA SILVA
  • MARIA EDUARDA LUCENA VIEIRA
  • ARNALDO FERREIRA PALHETA
  • LUAM MARCELO CAMARA RODRIGUES
  • Eloah Cecilia Moraes de Souza

O grupo Sauins Protetores é formado pela Prof.ª Christinne e os estudantes Arnaldo, Dafne, Eloah, Luam Marcelo e Maria Eduarda, da Escola Municipal Prof.ª Tereza Cordovil, no Município de Manaus, Amazonas. O grupo escolheu a ação de plantio de mudas para a restauração do Igarapé do Gigante.
Inicialmente entramos em contato com Sr. Jó Farah, da Ong Mata Viva e o Sr. Gilberto Ribeiro, para definição da área, esse igarapé possui uma nascente cristalina em meio à floresta nativa, que cerca as imediações do Aeroporto Internacional de Manaus. São cerca de 7km, passa por vários bairros da nascente até a foz, o Igarapé é tributário da Bacia do Tarumã-Açu. Entramos em contato com a coordenadora do Ocas do Conhecimento Ambiental, o setor realiza o Projeto Manaus, te quero verde. Conseguimos junto ao setor a doação de 100 mudas. Solicitamos ao diretor de Arborização da SEMMAS, a limpeza e a abertura de berços, houve uma visita técnica ao local, e o diretor nos doou 100 mudas para o plantio.
A escola adotou o espaço, e conseguimos uma placa para identificação, outra estratégia para acompanhar o crescimento das mudas foi a utilização do aplicativo Tree Earth que faz uso de georreferenciamento para registro do plantio, o aplicativo, entre suas funções está a emissão de certificados, uma espécie de “registro de nascimento” de cada muda. A ação de plantio de mudas foi realizada no dia 04/05/2022 nas margens do Igarapé do Gigante, em uma área de 200 m², uma área de APP com extensão de 7km, na ocasião, foram plantadas 200 mudas, de espécies frutíferas e nativas, onde os alunos, professores, liderança indígena, comunitários, representantes da ONGs, das Secretarias, Instituto SOKA e VS Academy realizaram o plantio.
Esperamos diminuir os impactos ambientais, promovendo o reflorestamento da área, com as mudas frutíferas , que têm um potencial atrativo para a fauna, e ajudarão na preservação. O espaço foi adotado pela escola, um exemplo a ser seguido por o outras unidades de ensino.

Utilizamos cookies e outras tecnologias para lhe oferecer uma experiência de navegação melhor, analisar o tráfego do site e personalizar o conteúdo, de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.