Participe da votação popular da Olimpíada Restaura Natureza  


16 de maio de 2022

Chegou a hora de todos participarem da Restaura Natureza! Chamem amigos e familiares para votarem nos seus projetos preferidos: quem conseguir convidar mais gente para votar aumenta as chances de vencer na categoria voto popular e ganhar prêmios! 

A votação popular da Restaura Natureza – Olimpíada Brasileira de Restauração de Ecossistemas, competição colaborativa escolar do WWF-Brasil organizada pela Quero na Escola, será realizada de 16 a 25 de maio no site da Restaura Natureza: https://restauranatureza.org.br/projetos/ 

Os 208 projetos relacionados à restauração de ecossistemas que estão sendo submetidos à votação popular foram realizados pelos grupos de 127 escolas inscritos na Segunda Fase da olimpíada. Inscreveram-se para a Segunda Fase 5.975 estudantes de todas as regiões brasileiras, acompanhados por 565 professores. Já na Primeira Fase, 100% digital, participaram 7.424 estudantes de 25 estados brasileiros e Distrito Federal. 

Alinhada à Década da ONU da Restauração de Ecossistemas (2021-2030), a Restaura Natureza é voltada a estudantes do 7º ao 9º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. 

Pantanal – Foto: Andira Ansoar Rodriguez – WWF

“A quantidade e a qualidade dos projetos apresentados nesta primeira edição da Restaura Natureza são uma paisagem inspiradora do quanto as comunidades escolares já são uma força poderosa na restauração de ecossistemas. É emocionante ver que muitas das ações incorporaram conceitos técnicos ainda pouco conhecidos no ambiente escolar e até fora dele”, afirma Gabriela Yamaguchi, coordenadora da Restaura Natureza no WWF-Brasil. 

Até o dia 25 de maio, qualquer pessoa poderá votar, apenas uma vez, nos seus dois projetos preferidos. Após votar, há mais um passo indispensável: é preciso validar o voto no e-mail indicado. Cada voto recebido pelo grupo como melhor ação restauradora valerá 1 ponto. A ordem dos projetos apresentada nesta página é aleatória e muda constantemente a cada visualização. Na categoria Voto Popular, os pontos da Primeira Fase de cada grupo serão somados aos pontos obtidos na votação. Os cinco grupos com maior pontuação na categoria Voto Popular serão vencedores. 

Para conseguir o maior número de votos, vale convidar a família, os amigos, gravar vídeos para divulgar a votação popular – o importante é fazer uma campanha animada que alcance muita gente para aumentar as chances de vencer nessa categoria! 

Categoria Comissão Julgadora 

As ações restauradoras dos grupos participantes também serão analisadas pela Comissão Julgadora da Restaura Natureza, formada por especialistas convidados e do WWF-Brasil. Eles vão atribuir pontos em cinco eixos, contabilizando o total de até 900 pontos para cada ação. Esses pontos serão somados aos pontos obtidos pelo grupo na Primeira Fase. Os cinco grupos com maior pontuação na categoria Comissão Julgadora serão vencedores – e uma mesma escola pode vencer tanto na categoria Voto Popular como na categoria Comissão Julgadora. 

Comissão Julgadora da Restaura Natureza 2022: da esq. para a dir, Alessandra Caiafa, Amanayara Tupinambá, Anita Diederichsen, Helisa Ignácio, Matheus Couto, Nathalia Rocha, Thiago Belote. Fotos: arquivo pessoal

Os critérios de avaliação da Comissão Julgadora são engajamento, comunicação, técnicas restauradoras, diversidade de espécies nativas e área restaurada. Pontos feitos na Primeira Fase também serão considerados no resultado. “Cada projeto será analisado minuciosamente por jurados da Comissão Julgadora, pois em cada critério há muitos detalhes que serão considerados na avaliação”, afirma Thiago Belote, líder de restauração do WWF-Brasil e um dos membros da Comissão.  

Os vencedores das categorias Voto Popular e Comissão Julgadora serão divulgados no dia 04 de junho de 2022. 

“Ficou claro para nós que muitos grupos estavam fortemente engajados em seus projetos, dedicados não só a vencer a competição, mas também em promover uma ação que pudesse beneficiar a comunidade e o seu entorno. Eles não só aprenderam conceitos importantes como inovaram e construíram projetos que deixam legados”, afirma Cinthia Rodrigues, cofundadora da Quero na Escola, associação sem fins lucrativos voltada à educação. “No fim das contas, essa é uma competição em que todos ganham”, acrescenta. 

Utilizamos cookies e outras tecnologias para lhe oferecer uma experiência de navegação melhor, analisar o tráfego do site e personalizar o conteúdo, de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.