Plano de ação 04 – Natureza por toda parte

Foto: Adriano Gambarini/WWF-US

Natureza por toda parte

PA4 – Mapear árvores, coletar sementes, produzir mudas 

Tema formativo – Técnicas de restauração/ Comunidades

Título: Natureza por toda parte

Desafios

  1. Reconhecer a sazonalidade dos ciclos naturais por meio do mapeamento das árvores da sua região
  2. Identificar e mapear as árvores de seu território, coletar sementes e criar um viveiro de espécies nativas

Contexto: Um aspecto negativo da cultura urbana é considerar que folhas de árvores sujam o chão. Por isso, em muitas residências as árvores são cortadas, os quintais são impermeabilizados, quarteirões, ruas e bairros inteiros ficam sem arborização. Isso altera parâmetros de qualidade do ar como umidade, temperatura, velocidade dos ventos, exposição à poluição com consequências locais importantes para a população. Quanto à biodiversidade, aves e abelhas nativas perdem locais de pouso, construção de ninhos e alimentos. A cidade fica mais pobre, os sons das atividades humanas passam a predominar e cresce o sentimento de distanciamento em relação à natureza, como se não fizéssemos parte dela.

Para realizar o desafio é importante entender sobre

  • Biomas, biodiversidade, ecologia
  • Estrutura dos vegetais
  • Serviços ambientais
  • Conhecimento local

Atividade sugerida

Crie um viveiro de árvores nativas ou fortaleça iniciativas existentes em sua região

Etapas: 

  1. Planeje uma caminhada pelo entorno de sua escola ou residência. Elabore um mapa simples das ruas por onde você ou seu grupo passará para anotar localizações importantes como sua casa, a escola, pontos de referência e as árvores que você irá fotografar e estudar.
  2. Ao se deparar com uma árvore que você não conhece o nome, peça ajuda a moradores para descobrir qual é a espécie. Fotografe a árvore toda e suas partes (seu tronco, folhas, flores e frutos se tiver). 
    1. Faça uma lista enumerando as espécies encontradas (exemplo: 1. ipê-roxo, 2. sibipiruna, etc.)
    2. indique no mapa a localização de cada espécie  de usando os números atribuídos a cada espécie. Assim você já terá o esboço de uma legenda e a base para uma tabela com os dados ecológicos de cada espécie.
  3. Tente confirmar a identificação de cada espécie pesquisando na internet, em apps como PlantNet, ou mostrando as fotografias para outras pessoas 
  4. Uma vez que você identificou uma espécie nativa, descubra a época do ano em que ela floresce, frutifica e fornece sementes. Essas são informações sobre a ecologia da planta. Anote as informações acima em uma tabela. 
  5. Pesquise como preparar as mudas, como e onde plantar cada espécie (terrenos argilosos ou arenosos, drenados ou sempre úmidos etc), que tipo de animais ela atrai etc. Inclua essas informações em sua tabela.
  6. Se você ou seu grupo tiver coletado muitas sementes, mãos na terra, comece a preparação das mudas. Aproveite materiais que iriam para o lixo para fazer o berçário das plantas, como caixas de ovos, potes de iogurtes, rolos de papel higiênico
  7. Caso contrário, escreva um projeto para buscar apoio em sua comunidade e no poder público de seu município. Mesmo que já tenha começado a semeadura, elabore e encaminhe o projeto para consolidar a ação. 
  8. Siga os tópicos abaixo para organizar as informações e ações propostas e realizadas.
    1. Apresentação do projeto
    2. Descrição das atividades realizadas
    3. Apresentação da área investigada 
    4. Apresentação dos moradores que contribuíram com informações. Use  fotografias e informações mais interessantes
    5. Espécies vegetais coletadas/estudadas, com fotografia e ficha
    6. Ações realizadas (coleta sementes, preparo das primeiras mudas por exemplo)
    7. Próximos passos – conte como o projeto terá sequência.

Observação: Esse projeto privilegia atividades ao ar livre, o aprofundamento do conhecimento do território, mas implica no contato com moradores locais. Prepare-se para interagir com atenção aos protocolos sanitários.

Sugestões de entrega: 

  • Portfólio com proposta e registros das ações práticas da implementação do viveiro de mudas 
  • Vídeo curto para apresentação do processo, desde o planejamento à elaboração das primeiras mudas. Lembre-se de organizar as informações por escrito antes de editar o vídeo 

Fonte de pesquisa e inspiração

Rede de sementes do Xingu – https://www.sementesdoxingu.org.br/site/

Muvuca (mix) de sementes – https://www.sementesdoxingu.org.br/site/tres-razoes-para-usar-a-muvuca-de-sementes-no-reflorestamento-de-sua-propriedade/

Guia do MEC para a implementação de viveiros educadores – http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/publicacao12.pdf

Compartilhe

Deixe sua sugestão




    Utilizamos cookies e outras tecnologias para lhe oferecer uma experiência de navegação melhor, analisar o tráfego do site e personalizar o conteúdo, de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.