Plano de ação 16 – Viva as Plantas Alimentícias Não Convencionais

Capuchinha. Foto: Shutterstock/Fatima Gheller

Viva as Plantas Alimentícias Não Convencionais

PA16 – Promover uma experiência de agricultura a partir do estudo e cultivo de plantas alimentícias não convencionais, as PANC`s

Tema formativo: Técnicas de restauração

Título: Viva as Plantas Alimentícias Não Convencionais

Desafios: 

  1. Investigar o que são as PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais), sua importância para o meio ambiente e a alimentação humana
  2. Aprender algumas técnicas de cultivo desses alimentos
  3. Cultivo coletivo com intervenções no ambiente
  4. Realizar uma experiência culinária com as PANCs

Contexto: Mesmo sem nunca ter escutado algo sobre o assunto, você com certeza já se deparou com alguma PANC. Essa sigla faz referência às plantas alimentícias não convencionais. No meio ambiente, elas resistem. Não chamam atenção, mas são alimentos saudáveis e alternativos, que podem também nos fazer repensar sobre a nossa relação com o ambiente. Segundo Lorenzi e Kinupp (2014), a agricultura tradicional no Brasil, mesmo com uma grande biodiversidade, se limita em média a 100 espécies. Contudo existem 3.000 espécies com potenciais alimentícios presentes no país. Essa variedade pode garantir uma riqueza nutricional muito maior, além de outros benefícios que podem contribuir para o aumento e valorização da biodiversidade local, consumo mais respeitoso e sustentável dos alimentos. Em resumo, todos saem ganhando: além de ajudar na segurança alimentar, o cultivo de PANCs pode contribuir diretamente para a restauração do meio ambiente.

Para realizar o desafio é importante entender sobre:

  • Plantas alimentícias não convencionais
  • Características do solo
  • Técnicas orgânicas de cultivos
  • Ecogastronomia
  • Práticas culinárias

Atividade sugerida

Estudo sobre PANCs e elaboração de uma proposta que aumente a biodiversidade local, alimentar e áreas verdes da sua região

Etapas

  1. Você já ouviu falar das PANCs? Se sim, neste desafio vamos ampliar o seu repertório e sua vivência sobre o assunto. Se não, se prepare, você está iniciando uma jornada irreversível. Depois que você conhecer sua importância ambiental e sua explosão de sabores, jamais deixará de tê-las por perto. Tudo deve começar pela pesquisa. Busque identificar PANCs que podem ser encontradas na sua região, seus nomes populares, nomes científicos, formas de utilizá-las. Aproveite para pesquisar também as vantagens que se aproximar da produção de alimentos pode gerar. Benefícios sociais, ambientais e pessoais/afetivos podem ser os três pilares da sua pesquisa.
  2. Crie uma rede colaborativa desses conhecimentos. Mesmo as pessoas que não conhecem as PANCs podem começar a se interessar pelo tema após estudá-la e conhecer os grandes benefícios que elas proporcionam. Quanto maior o número de pessoas envolvidas, mais longa será a vida do projeto, maior será o espaço de cultivo e mais presentes serão essas plantas no cotidiano alimentar. 
  3. Busque por uma pessoa, que pode ser agricultor(a), biólogo(a) ou  cozinheiro(a) que trabalhe com o tema e possa te ajudar a identificar as PANCs em meio a natureza. Vocês podem organizar pequenos grupos de identificação. Leve um caderno de anotação e celular para registro fotográfico. 
  4. Realize a coleta de mudas nos espaços visitados e/ou adquira sementes de PANCs para você iniciar o cultivo. 
  5. Você (ou um grupo de pessoas) deverá escolher um local possível para que as PANCs sejam cultivadas. Pode-se pensar em uma horta comunitária em espaço público, no ambiente escolar ou até mesmo nas casas das pessoas. Não importa o tamanho do espaço, ele já será muito significativo para ampliar a rede de envolvimento em prol do meio ambiente. De acordo com o espaço e as espécies, veja se é necessário ter preparação do solo, como será a rega.
  6. Hora de colocar a mão na terra: realize o plantio de mudas e sementes. Para cada plantinha, elabore uma placa de identificação. As informações mais importantes são: nome popular, e necessidades para crescimento (solo, rega e iluminação). É essencial organizar um registro com os dias em que elas deverão ser regadas, cuidadas, observadas. Se o cultivo for em um espaço coletivo, certifique-se que as pessoas possam se responsabilizar para realizar os cuidados com distanciamento. Um projeto coletivo requer a divisão de tarefas!
  7. Continue fazendo registros fotográficos do antes, durante e após o crescimento das PANCs. Esse registro é super importante para divulgar o seu projeto e influenciar outras pessoas a colocar a mão na terra.
  8. Com as PANCs cultivadas, use sua própria plantação em receitas culinárias. Você pode se inspirar em receitas com PANCs, adaptá-las e criar novas receitas para valorizar e incentivar o consumo desses vegetais.
  9. Registre as receitas e grave as experiências culinárias. Todo esse material pode fomentar o cultivo e utilização das PANCs como um dos caminhos para contribuir com a biodiversidade, diminuir o consumo de agrotóxicos e valorizar uma alimentação mais saudável.

Sugestões de entrega:

O seu desafio poderá ser entregue de diferentes formas, mas lembre-se de organizar os conhecimentos, vivências e ações novas. Para tanto, divida o seu produto em três momentos: 1. O que são as PANCs?; 2. O cultivo das PANCs; 3. Receitas com PANCs. 

  • Produção audiovisual das etapas realizadas;
  • Campanha em mídia social para divulgação do projeto
  • Book Creator
  • Site do projeto
  • Portfólio

Fontes de informação e inspiração 

https://www.vivaagroecologia.org.br/

http://www.abcsem.com.br/docs/manual_hortalicas_web.pdf

https://institutokairos.net/wp-content/uploads/2017/08/Cartilha-Guia-Pr%C3%A1tico-de-PANC-Plantas-Alimenticias-Nao-Convencionais.pdf

https://viveirosabordefazenda.wordpress.com/2014/11/19/pancs-plantas-alimenticias-nao-convencionais/

https://hortadascorujas.wordpress.com/

http://super.abril.com.br/ciencia/va-pastar

http://www.ufrgs.br/vies/variedades/gastronomia/pancs-para-alimentar-o-mundo/

http://www.matosdecomer.com.br/2014/07/os-matos-de-comer-as-pancs-parte-1.html

https://slowfoodbrasil.org/temas-campanhas/ecogastronomia/

https://www.youtube.com/watch?v=IXvj_x0qs7U

Compartilhe

Deixe sua sugestão




    Utilizamos cookies e outras tecnologias para lhe oferecer uma experiência de navegação melhor, analisar o tráfego do site e personalizar o conteúdo, de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.