Comunidades

Agricultor colhendo Guaraná - Assentamento Juma Local: Apuí - Amazonas - Brasil Licença de uso da imagem: José Arlindo Damasceno © Andre Dib / WWF-Brazil

Incluir as comunidades como um dos temas formativos da Restaura Natureza é trazer um dos aspectos mais fundamentais para uma relação cuidadosa e afetiva com o meio ambiente. Não é possível pensar que estamos deslocados da Terra, como se nós não fôssemos parte dela.

As comunidades são pontos de partida e pontos de chegada, vivenciam cotidianamente as dinâmicas ambientais, os benefícios diretos, assim como as mazelas socioambientais. Podem apontar os problemas e elaborar, em suas rotinas, estratégias diárias para superar as dificuldades e limitações impostas dentro de uma sistema predatório e discriminatório. São elas grupos potentes para engajar e multiplicar conhecimentos. São elas que pressionam órgãos públicos para que políticas avancem em seus territórios. 

Diante das limitações sociais em nosso país e a heterogeneidade cultural, não é tarefa trivial estar presente em instâncias de participação, ou organizar-se coletivamente para desempenhar um papel ativo de cidadão. Portanto, incluir as comunidades em nossos planos de ação  é pensar a restauração além dos muros da comunidade escolar: é formular propostas em que os diferentes saberes conversam, se aproximam e se complementam. 

Não há um jeito único de se viver. Assim como a natureza, há distintas invenções, relações e criações formando tempos e espaços distintos. Um viés técnico e legislativo desempenham papéis cruciais, mas as comunidades serão o lado que garantirá a permanente efetividade da mão na terra. Nesse sentido, entender as especificidades de grupos locais em conjunto com as características ambientais, tecer diálogos, valorizar experiências e compreender os obstáculos serão mote desse eixo formativo. 

É necessário abrir espaço para que essas vozes se manifestem, deem vazão para o imaginativo, recuperem memórias ancestrais e identidades. Desenvolver possibilidades de instrumentalização para que as decisões de âmbito coletivo e público, sejam de modificação, intervenção ou restauração, levem em consideração seus direitos, deveres e histórias.

REALIZE O SEU LOGIN PARA RESPONDER O QUIZ E PONTUAR

Comunidades

Compartilhe

Deixe sua sugestão




    Utilizamos cookies e outras tecnologias para lhe oferecer uma experiência de navegação melhor, analisar o tráfego do site e personalizar o conteúdo, de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.